5 tendências emergentes que impulsionarão a inovação em TI para a próxima década

Pressionadas pela Covid-19, tecnologias com menor maturidade entram no ranking de inovação

A pandemia de Covid-19 está impulsionando a inovação de TI. De tecnologias que prometem segurar o distanciamento social a sensores biodegradáveis, relatório da empresa de consultoria Gartner identifica cinco tendências que impulsionarão a inovação de TI para a próxima década.

Geralmente, as tecnologias que entram no Hype Cycle do Gartner possuem maior maturidade. Tecnologias de distanciamento social, por exemplo, dificilmente entrariam no Ciclo no ponto de maturidade que estão hoje. Porém, a tecnologia tem recebido atenção extraordinária da mídia, principalmente por causa de questões de privacidade. Sua popularidade e, consequentemente, sua maturidade deve aumentar em menos tempo do que outras tecnologias.

Os passaportes de saúde, outra tecnologia emergente destacada pelo Hype Cycle 2020, também são incomuns no Ciclo, pois tecnologias com penetração de mercado de 5% a 20% raramente são introduzidas. Porém, essa tecnologia, necessária para acesso a espaços públicos e transporte na China (Health Code) e Índia (Aarogya Setu), está sendo usada por centenas de milhões de pessoas nesses países.

O Gartner espera que ambas as tecnologias atinjam o patamar de produtividade em menos de dois anos.

“As tecnologias emergentes são disruptivas por natureza, mas a vantagem competitiva que oferecem ainda não é bem conhecida ou comprovada no mercado. A maioria levará mais de cinco anos, e alguns mais de 10 anos, para atingir o Platô de Produtividade. Mas algumas tecnologias no Hype Cycle irão amadurecer em curto prazo e os líderes de inovação em tecnologia devem entender as oportunidades para essas tecnologias, particularmente aquelas com transformação ou alto impacto”, disse Brian Burke, Vice-presidente de Pesquisa do Gartner.

O Hype Cycle para Tecnologias Emergentes é único entre a maioria dos Hype Cycles do Gartner porque reúne insights de mais de 1.700 tecnologias em um conjunto sucinto de 30 tecnologias e tendências emergentes. Este Hype Cycle foca especificamente no conjunto que promete entregar um alto grau de vantagem competitiva nos próximos cinco a 10 anos. Confira as tecnologias emergentes que foram impulsionadas como reflexo da pandemia e devem ainda transformar a indústria de tecnologia.

Digital me

A tecnologia está se tornando cada vez mais integrada com as pessoas para criar novas oportunidades para representações digitais de nós mesmos, como os passaportes digitais e as tecnologias de distanciamento social. Gêmeos digitais de humanos fornecem modelos de indivíduos que podem representar pessoas tanto no espaço físico quanto digital. A forma como as pessoas interagem com o mundo digital também está indo além das telas e teclados para usar uma combinação de modalidades de interação (por exemplo, voz, visão, gesto) e até mesmo alterando diretamente nossos cérebros.

As tecnologias a serem observadas incluem ainda tecnologias de distanciamento social, passaportes de saúde, gêmeo digital da pessoa, gêmeo cidadão, multiexperiência e IMC bidirecional (interface cérebro-máquina).

Arquiteturas compostas

Composable enterprise é projetado para responder às necessidades de negócios em rápida mudança, com recursos de negócios integrados construídos sobre uma malha de dados flexível. Uma arquitetura composta é implementada com soluções de negócios e outros recursos. A inteligência incorporada é descentralizada e estende-se aos dispositivos periféricos e ao usuário final.

Para se tornar uma organização mais agile, as seguintes tecnologias devem ser rastreadas: empresa combinável, recursos de negócios empacotados, data fabric, 5G privado, inteligência artificial (IA) incorporada e computadores de placa única de baixo custo no perímetro.

IA formativa

Este é um conjunto de IA emergente e tecnologias relacionadas que podem mudar dinamicamente para responder a variações situacionais. Algumas dessas tecnologias são usadas por desenvolvedores de aplicativos e designers de UX para criar novas soluções usando ferramentas habilitadas para IA. Outras tecnologias permitem o desenvolvimento de modelos de IA que podem evoluir dinamicamente para se adaptar ao longo do tempo. O mais avançado pode gerar modelos totalmente novos que são direcionados para resolver problemas específicos.

As empresas que procuram explorar os limites da IA devem considerar design assistido por IA, desenvolvimento aumentado de IA, ontologias e gráficos, pequenos dados, IA composta, ML adaptativo, aprendizagem auto-supervisionada, IA generativa e redes adversárias geradoras.

Confiança algorítmica

Os modelos de confiança baseados em autoridades responsáveis estão sendo substituídos por modelos de confiança algorítmica para garantir a privacidade e a segurança dos dados, fonte de ativos e identidade de indivíduos e coisas. A confiança algorítmica ajuda a garantir que as organizações não sejam expostas aos riscos e custos de perder a confiança de seus clientes, funcionários e parceiros.

As tecnologias emergentes vinculadas à confiança algorítmica incluem Secure Access Service Edge (SASE), privacidade diferencial, proveniência autenticada, Bring Your Own Identity, IA responsável e IA explicável.

Além do silício

Por mais de quatro décadas, a Lei de Moore (o número de transistores em um circuito integrado denso (IC) dobra a cada dois anos) tem guiado a indústria na inovação de TI. Conforme a tecnologia se aproxima dos limites físicos do silício, novos materiais avançados estão criando oportunidades inovadoras para tornar as tecnologias mais rápidas e menores.

As tecnologias críticas a serem consideradas incluem computação de DNA, sensores biodegradáveis e transistores baseados em carbono.

Fonte: PortalCIO

0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin