Covid-19 e a estratégia de dados

Análise de dados e poder da inteligência de negócios devem ser usados alavancar tomadas de decisões

Buscando minimizar impactos nas empresas que se encontram prejudicadas, a inteligência de dados torna-se uma alternativa em meio ao caos

Quando falamos sobre o atual cenário mundial, qual é a primeira imagem que surge em nossas mentes? Qual seria a mensagem fixada em nossos cérebros a partir do momento que o mundo fala sobre crise e pandemia? Os questionamentos podem parecer negativos, mas existem pontos, principalmente no ambiente corporativo, que não estão sendo analisados.

Afinal, não podemos esquecer dos impactos que a Covid-19 pode gerar em nossos negócios. Claro, acima de qualquer coisa está a saúde pública, a vida humana, e seguir todas as orientações dadas pelo Ministério da Saúde é primordial. Por outro lado, para nós, que vivemos do mercado de tecnologia, é fundamental pensar em saídas durante a crise.

Para se ter uma ideia, as 285 empresas listadas na Bolsa de Valores brasileira já saíram perdendo desde o momento em que a pandemia foi decretada. R$ 1 trilhão em valor de mercado foi o prejuízo, levando em consideração o período da volta das negociações após a época de Carnaval, segundo a Economatica.

Pensando nisso, destaco o principal ponto para termos em mente daqui para frente em relação às consequências ocasionadas pelo coronavírus: quanto mais distante estivermos de nossos escritórios, trabalhando remotamente, mais perto precisamos estar dos nossos dados.

A inteligência em análise de dados como alternativa ao caos

Escutamos muitos questionamentos sobre a recessão global e alternativas para driblar essa questão. Um tópico que não deve, jamais, ser esquecido é a análise de dados e o poder da inteligência de negócios para alavancar as tomadas de decisões e atribuir um olhar estratégico para a empresa como um todo.

Diante desse cenário, pergunto: sua empresa está passando por dilemas neste momento? Quais seriam os maiores problemas enfrentados? Já buscaram tomar decisões com base no que os dados mostram ou a camada de liderança permanece seguindo a intuição?

Como mencionado anteriormente, é essencial seguir as medidas previstas pelo governo de cada estado e respeitar este momento. O isolamento social surge como forma de precaução de contágio, evitando, assim, a repetição da história de outros países que deixaram para agir tardiamente. Trabalhar em casa, adotando o modelo de home office, torna-se altamente produtivo quando se tem em mãos as ferramentas corretas.

Utilize a tecnologia para aumentar a eficiência nas operações

Neste ponto, retomo a pesquisa realizada pela consultoria IDC, considerando mais de 100 grandes corporações. O levantamento apontou que, no Brasil, um quarto das empresas, equivalente a 24,7%, achavam que a Transformação Digital não era relevante.

Estamos vivendo uma crise global e precisamos nos atentar às movimentações do mercado. O estudo citado acima foi estruturado em 2018. Muita coisa mudou e, hoje, sabemos o quão essencial é ter a Transformação Digital enraizada no business de cada companhia. Por isso, em meio à queda na economia, destaco três pontos de atenção:

1) Não tome decisões sem um embasamento concreto, utilizando os dados;

2) Empregue a Estratégia e Análise de Dados como seu maior aliado, uma vez que essa solução proporciona visualizações mais assertivas sobre cada área de seu negócio;

3) Torne seu trabalho remoto mais produtivo utilizando as ferramentas corretas. Assim, é possível estar mais perto dos dados, o que automaticamente trará resultados positivos.

Neste momento, é necessário manter a calma e buscar alternativas para os negócios. Com a estratégia certa, todos conseguiremos sair deste momento sem prejuízos expressivos e com grande aprendizado. Devemos nos unir e utilizar a tecnologia como nossa aliada!

*Guilherme Tavares é CEO do Centro de Serviços Compartilhados (CSC) do Grupo Toccato, especialista em Gestão Empresarial, com pós-graduação em Marketing e Geoprocessamento e graduação em Publicidade e Propaganda.

Fonte: PortalCIO

Foto: Shutterstock

0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin