Nuvem pública, privada ou híbrida: qual é a melhor opção?

Optar pela computação em nuvem já é uma realidade na maioria das empresas que valorizam a tecnologia. Afinal, é uma decisão que agrega uma série de benefícios para inúmeras áreas de atuação. No entanto, há a necessidade de decidir entre nuvem pública, privada ou híbrida.

Conforme a tecnologia evolui, surgem novas formas de adaptar e dimensionar nossas estruturas digitais. Por exemplo, hoje é possível contar com provedores terceirizados capazes de criar uma infraestrutura especialmente para as necessidades de um negócio.

No entanto, todo esse potencial também exige um bom poder de decisão. Afinal, escolher entre nuvem pública, privada ou híbrida é algo fundamental para que a sua organização possa começar a aproveitar os benefícios dessa tecnologia.

Nesse artigo, você entenderá quais são as principais diferenças entre nuvem pública, privada ou híbrida e como decidir entre elas. Confira!

O que é uma nuvem pública?

A nuvem pública é a opção mais comum utilizada no Brasil e no mundo. Nessa modalidade, o provedor oferece servidores aos clientes para que executem softwares, armazenem arquivos e hospedem seus sistemas.

No entanto, o provedor partilha dessa estrutura com vários outros clientes. Por isso, costuma ser uma opção de serviço mais barata e dimensionável a vários tamanhos de negócios. 

Assim, é possível contar exatamente com os recursos necessários para a sua operação. Ou seja, é a escolha ideal para dimensionar a sua demanda dependendo das suas necessidades sem gastar a mais ou a menos.

O que é uma nuvem privada?

O modelo de nuvem privada difere da pública apenas por não ser compartilhada com os demais clientes do provedor. Ou seja, desde a arquitetura do Datacenter até a manutenção dos servidores, a empresa contratada e planeja a entrega especificamente para o cliente.

Essa opção é a ideal para personalizar ao máximo a sua operação, tendo um maior controle sobre o seu ambiente. Além disso, a estrutura exclusiva permite uma maior segurança para os dados utilizados. Por isso, tende a ser uma alternativa mais cara nesse segmento.

Por fim, diferentemente do que ocorre com a nuvem pública, a nuvem privada é menos flexível em relação ao dimensionamento. Nesse caso, é necessário tomar decisões em relação às suas demandas junto ao provedor para fazer as adaptações necessárias.

O que é uma nuvem híbrida?

A proposta da nuvem híbrida é servir como uma alternativa que combina os benefícios tanto da nuvem pública quanto da privada. Ou seja, a empresa pode contar com a facilidade de dimensionamento de uma com o serviço exclusivo e dedicado da outra.

Dessa forma, parte dos dados da empresa se situam localmente enquanto outros ficam em servidores remotos. É o workflow e as necessidades do dia a dia que ditam a estratégia e a arquitetura de Datacenter empregada nessa configuração. 

No entanto, esse avanço vem acompanhado de um valor mais alto de implementação e manutenção. Então, é uma alternativa que pode ficar fora do alcance de empresas pequenas, que podem, por sua vez, enxergar mais vantagem na nuvem pública.

Como escolher entre nuvem pública, privada ou híbrida?

Tendo em vista as diferenças entre nuvem pública, privada ou híbrida, você já tem todas as informações que precisa para colocar no papel e começar a decidir entre elas. 

Assim sendo, é possível definir a melhor opção para a sua empresa ponderando as necessidades dela e o que cada solução de nuvem tem a oferecer.

A seguir, separamos os 5 principais critérios que você deve levar em consideração ao decidir qual modelo de nuvem escolher. Acompanhe!

1. Demanda de infraestrutura

Um dos maiores benefícios da computação em nuvem é que esse tipo de solução consegue se adequar a inúmeros tipos de demanda. Então, ao decidir entre nuvem pública, privada ou híbrida, você precisa pensar: qual é a necessidade da sua empresa?

Por exemplo, a nuvem privada permite o uso de uma estrutura pensada especialmente para o seu negócio. Isso vem com uma série de benefícios, que vão desde a alta segurança até a personalização de processos.

2. Recursos disponíveis

A capacidade de investimento de uma empresa costuma ser um dos principais fatores envolvidos na contratação de diversas soluções. Aliás, na dúvida entre nuvem pública, privada ou híbrida, esse pode ser um critério decisivo.

A nuvem pública geralmente é a alternativa que melhor se encaixa no orçamento de empresas pequenas e médias. Além disso, é uma opção que incentiva seu crescimento, uma vez que se dimensiona com facilidade. Já quem tem um orçamento mais confortável pode se beneficiar da híbrida.

3. Objetivos de dimensionamento

Falando em dimensionar demanda, esse é outro critério que você deve levar em consideração ao decidir entre nuvem pública, privada ou híbrida. Assim, é necessário olhar para os seus objetivos e o futuro da sua empresa para optar pela solução que melhor se encaixa no seu cenário.

Afinal, se a sua ideia é crescer cada vez mais, há a necessidade de contar com uma estrutura de computação em nuvem facilmente dimensionável. Então, a sua escolha pode ficar entre a nuvem pública ou híbrida.

4. Expectativa de retorno

Se a computação em nuvem servirá como base para a sua empresa operar, então é um investimento com retorno esperado. Dessa forma, optar entre nuvem pública, privada ou híbrida deve envolver uma análise sobre sua expectativa de retorno com essa tecnologia.

Ou seja, se essa estrutura será fundamental para que o seu negócio alcance objetivos cada vez mais ambiciosos, então isso é um incentivo para investir pesado. Ao mesmo tempo, se a nuvem não está no centro do seu negócio, então talvez seja melhor começar com a pública.

5. Demanda de segurança

É claro que ninguém quer optar por uma solução insegura. No entanto, em se tratando de nuvem pública, privada ou híbrida, a segunda opção tende a permitir um maior controle da proteção de dados.

Aliás, essa modalidade costuma ser escolhida por empresas do segmento financeiro, governos e outras que operam em escala global. Ou seja, é a correta para contar com uma estrutura pensada especialmente para a segurança dos seus dados.

A decisão entre nuvem pública, privada ou híbrida é algo que tem mais a ver com as suas necessidades do que com essas tecnologias propriamente ditas. Afinal, a ideia é sempre contar com a estrutura que melhor satisfaz as suas demandas e permite que você entregue valor aos seus clientes.

Você tem dúvida sobre qual modelo escolher? Entre em contato com os nossos especialistas em Cloud Computing e agende uma breve reunião para esclarecer os mais diversos pontos sobre o seu projeto.

0 Compart.
Compartilhar
Compartilhar