loader image

Como montar um plano de Disaster Recovery?

23 set 2019 | Soluções

Existem diversos incidentes que afetam a infraestrutura de TI de um negócio. Por isso, o objetivo do Disaster Recovery Plan é restabelecer as operações com menos sequelas possíveis. Isto é, com o menor custo e de maneira ágil, preservar a produtividade da companhia e garantir a segurança de todos os dados.

É preciso levar em conta diversos fatores para montar um plano para sua empresa. E para atingir seus objetivos e, consequentemente, se recuperar de maneira rápida dos problemas, é necessário passar por 3 etapas.

  • Gestão de crise: primeiras ações para resolver o incidente;
  • Continuidade operacional: processo de manutenção da realização do fluxo de trabalho, assegurando o funcionamento dos serviços;
  • Recuperação: volta-se para os elementos que foram afetadas como, por exemplo, dados corrompidos ou dispositivos que pararam de funcionar.

Desenvolvendo um plano de Disaster Recovery

Agora que você já sabe por quê deve montar um Disaster Recovery Plan, é hora de colocar as mãos na massa. Se você ainda tem dúvidas de como desenvolver esse plano, confira alguns passos que podem te ajudar:

Foque na prevenção

Não é possível prever o futuro, mas estar preparado é de suma importância. O plano de recuperação de desastres precisa discorrer sobre todos os riscos que podem afetar no seu negócio para, dessa forma, poder lidar com cada um deles. Conheça todas as ameaças, tanto físicas e ambientais, quanto as internas.

Faça a avaliação da infraestrutura de TI

Toda a infraestrutura de TI, como softwares, hardwares, redes, dados e etc, precisa estar mapeada. Tendo feito esse mapeamento, execute uma análise refinada dos ativos de TI, por menores que sejam, para se aprofundar sobre as reais condições.

A partir dessa avaliação, é possível identificar as reais condições do negócio:

  • Quais elementos estão em pleno funcionamento?
  • Quais estão parados ou sendo subutilizados?
  • Quais são imprescindíveis para que a empresa continue funcionando?

Os elementos que não estiverem sendo utilizados, normalmente estão desatualizados. Desse modo, geram gastos desnecessários e podem ser uma porta de entrada para ameaças cibernéticas.

Integre e organize os setores

A fim de executar o Disaster Recovery Plan, todos os setores precisam estar envolvidos e sendo ativos nos procedimentos relacionados à segurança da informação. Os funcionários têm que saber, com precisão, como utilizar a tecnologia de maneira correta e como salvar os dados.

Além disso, eles devem estar cientes dos riscos de falhas que podem incorrer no ambiente de TI e da importância das atualizações dos sistemas. Desse modo, poderão notificar rapidamente se houver alguma avaria.

Tenha uma equipe de gestão de crise

Recomenda-se criar uma equipe de gestão de crises capacitada, que ficará incubida de efetuar todas as ações planejadas previamente e solucionar outros problemas. Tal equipe precisará passar por um processo de qualificação e capacitação em tecnologia. Todos devem estar prontos e capacitados para lidar com situações adversas, o que consequentemente, aumenta a eficiência das ações referentes ao Disaster Recovery.

Essa equipe também será detentora do maior poder de decisão em qualquer caso de incidente. Assim, serão responsáveis por identificar perdas, recuperar materiais ou dados, e reduzir os danos.

Faça testes e revisões frequentes

As mudanças acontecem bem rápido quando o assunto é tecnologia da informação. Bem como as soluções de segurança tem prazo de validade, dispositivos e softwares podem ficar obsoletos com frequência. Por isso, é importante que periodicamente sejam executados testes e revisões. É recomendável que isso seja feito quando forem feitas alterações significativas na infraestrutura, ou então pelo menos duas vezes por ano.

A realização desses testes ajudam a obter informações sobre problemas que podem aparecer em um desastre, além de ver se o plano funciona e cobre todas as possibilidades de ameaças. O plano também deve acompanhar o crescimento da empresa.

InovTI: uma parceira confiável para o seu negócio

Com mais de 15 anos de experiência, a InovTI é sinônimo de inovação e eficiência. A empresa trabalha com os principais data centers, clientes corporativos, ISVs e ISPs, entregando serviços gerenciados em nuvem, backup, disaster recovery, outsourcing, licenciamento e automação de TI para mais de 150 clientes, com infraestrutura gerenciada e confiada à InovTI.

Portanto, se você busca um parceiro que desenvolve projetos adequados às suas necessidades e que possui um conjunto completo de serviços e soluções, a Inov TI é a solução ideal. Possuindo como lema a ética e o respeito, a empresa será o braço direito de sua companhia, visando, constantemente, o desenvolvimento de sua equipe e de seu negócio.

Gostou do nosso artigo? Se sim, não perca as novidades em nosso blog. Com posts mensais, discutimos e explicamos como as soluções em cloud computing podem revolucionar o seu negócio.