loader image

9 tipos de backup para incluir na rotina do seu negócio

16 dez 2021 | Institucional

O backup é um ponto fundamental para a proteção dos dados da sua empresa. Afinal, ele auxilia tanto no que diz respeito às questões relacionadas aos cibercrimes quanto para questões relacionadas com desastres tecnológicos.

Para fazer uma boa escolha para sua empresa, portanto, é importante que você entenda quais são os tipos de backup e entenda quais deles podem ser a melhor opção (principalmente de forma combinada) para o dia a dia do negócio. Confira a seguir e tire suas dúvidas.

1. Backup completo

Neste caso, a caracterização do backup diz respeito ao volume de dados disponíveis x aqueles armazenados em seu negócio. Nesse tipo de cópia, todas as informações são enviadas para o backup, sem nenhuma seleção.

Por isso, tendem a ser os tipos de backup mais demorados, pois precisam passar todas as informações disponíveis. Sua vantagem é unir todas as informações em um único local.

Normalmente eles são executados periodicamente, mas com um maior espaço de tempo. Contudo, pequenas empresas que possuem baixo volume de dados armazenados tendem a realizá-lo periodicamente, pois é há melhor custo-benefício optar por este do que realizar outros tipos.

Para empresas maiores torna-se mais interessante contar com um backup de apoio em menor espaço de tempo, entre eles o backup incremental e o backup diferencial.

2. Backup incremental

No backup incremental, os dados que passarão pelo processo de cópia são apenas aqueles que, de alguma forma, foram alterados desde a última ação. Ele funciona bem para ser utilizado em curto prazo, sendo selecionados os arquivos por meio de alterações registradas dentro de uma faixa de horário e data.

Assim, são processos realizados em menos tempo, garantindo que a última versão atualizada esteja protegida. Como ele conta com apenas as últimas versões, são atualizadas e, por isso, podem ser executadas diariamente. Exige, também, menos espaço disponível que o backup completo para este fim.

3. Backup diferencial

O backup diferencial tem o papel de fazer a cópia de todos os dados alterados desde o último backup completo realizado. Assim, tem uma diferença essencial para o backup incremental, ainda que pareçam semelhantes.

Enquanto o backup incremental está relacionado com a atualização desde o último backup, independentemente do modelo realizado. Contudo, o backup diferencial atualiza todos os arquivos que passaram por alteração desde o último backup completo. Ou seja, há o armazenamento de mais arquivos do que o item anterior.

4. Backup completo sintético

Pense em unir o melhor de dois tipos de backup: o completo e o incremental. Neste caso, há a combinação dos dois quadros e, assim, sua cópia estará sempre atualizada. Normalmente apenas as alterações são transmitidas periodicamente para o local em que há o backup completo. E também possui a vantagem de ser facilmente restaurado.

5. Backup espelhado

No backup espelhado ocorre a cópia de um espelho do arquivo de origem. Ou seja, se você deletar o arquivo original no local, ele também será deletado no backup. Com isso, você pode remover arquivos que não fazem mais sentido para as rotinas do negócio e auxiliar na organização.

Contudo, é preciso ter cautela também. Isso porque, caso um profissional realize a exclusão do arquivo original por falha ou, então, um vírus ou cibercriminoso realizar isso, você perde o documento. Portanto, cuidado!

6. Backup local

A partir daqui temos tipos de backup relacionados com o local de armazenamento dos dados. No caso do local, os arquivos são direcionados para um dispositivo físico, podendo estar entre eles:

  • – HD externo;
  • – Servidor externo;
  • – Pen drives, entre outros.

Eles permitem minimizar riscos de perder arquivos por falha no disco rígido e ataques de vírus que afetem as máquinas da empresa. Contudo, nesse caso, os arquivos estão em dispositivos físicos que estão presentes no mesmo lugar dos locais de origem.

Por exemplo, se os arquivos estão no escritório da empresa, os backups físicos também estarão. Por isso, é importante considerar que, caso ocorra qualquer tipo de problema que afete o local (furtos, roubos, incêndios, alagamentos, entre outros), afetará também o backup local.

Ao mesmo tempo, os arquivos estarão protegidos, por exemplo, de ataques online. Isso ocorre principalmente, se estiverem em dispositivos físicos que estejam desconectados. Assim, é uma opção importante contar com ele, por exemplo, para ter cópias dos arquivos em caso de um ataque ransomware.

7. Backup externo

Ele também é feito por meio de dispositivos físicos, contudo, eles não ficam no mesmo local de origem dos arquivos. Lembra-se daquele problema que falamos antes, sobre acidentes que podem acontecer no local de trabalho?

Pois é, com o backup externo, é possível que esses dados não sofram danos em caso de problemas dessa natureza. Nesse caso, você pode ter um local exclusivo para deixá-los, podendo inclusive levar esses dispositivos, por exemplo, para a casa do gestor responsável (por exemplo, que ele tenha uma cópia em HD externo em sua residência) ou em cofres de bancos.

8. Backup remoto

O backup remoto é aquele realizado de forma externa, contudo, permitindo o acesso à distância aos dados. Assim, ele não realiza o armazenamento em dispositivo físico (como um servidor), mas plataformas de acesso que permitem o contato com os dados fora do espaço da sua empresa, a partir de qualquer dispositivo.

Você pode estar se perguntando agora: mas então, não é o mesmo que o backup em nuvem? A resposta é: mais ou menos. O armazenamento em nuvem dessas informações é um backup remoto, mas nem todo feito de forma remota é caracterizado como backup em nuvem.

9. Backup em nuvem


Um dos mais conhecidos atualmente, principalmente, pela sua versatilidade e potencialidade, é o backup em nuvem. Para isso, é preciso que os dispositivos estejam conectados à rede. Ao optar por esse modelo, normalmente, há um fluxo contínuo de envio de dados para um servidor que oferece este tipo de serviço.

Também é fácil obter acesso aos dados, caso seja preciso recuperá-los. Isso pode ser feito a partir de qualquer dispositivo, o que facilita, por exemplo, para colaboradores que estejam trabalhando em home office ou, ainda, para baixar arquivos importantes para dispositivos novos da empresa.

Entretanto, você deve contar com empresas especializadas e que adotem protocolos de segurança adequados para proteger as informações da sua empresa no dia a dia. Por isso, tenha sempre parceiros confiáveis para este fim, ok?

Por exemplo, nós da inovTI potencializamos nossas soluções por meio dos nossos parceiros tecnológicos  Acronis e Veeam. O que nos possibilita disponibilizar aos nossos clientes um backup eficiente, com segurança e que permite que os negócios atendidos tenham garantias de menores riscos de problemas com ataques cibernéticos. 

Portanto, se quer contar com um bom serviço de backup, conte conosco! Entre em contato e tire suas dúvidas!