EN PT

Qual a importância da TI estratégica para o negócio?

30 maio 2022 | Sem categoria

Com o avanço tecnológico, as aplicações das tecnologias ficam cada dia mais amplas, inclusive, no mundo dos negócios. Esse ramo tem alavancado nos últimos anos e conquistado uma relevância inimaginável. Mas você sabe a importância da TI estratégica para o negócio?

O aumento da produtividade, o custeio mais aprimorado e direcionado, a segurança nas informações e as estratégias de comunicação inteligentes são apenas alguns de seus benefícios, que vamos detalhar mais no decorrer do artigo.

Por isso, não basta que a equipe de TI da sua empresa fique alocada para a soluções de problemas técnicos, suporte e atendimento nos quesitos fundamentais. É necessário também ter essa equipe em sincronia com todos os setores de trabalho.

Isso porque ao aplicá-la, a tomada de decisões é facilitada, já que estão integradas e aumentam a possibilidade de acompanhamento dos resultados. Saiba mais a seguir!

Conceito de TI estratégica

Mas, afinal, em que consiste a TI estratégica? Resumidamente, significa deixar de lado a ideia tradicional da tecnologia da informação, ou seja, criar um setor que além de resolver problemas técnicos, integrará setores e permitirá o acompanhamento de resultados.

Desse modo, torna-se um departamento independente dentro da empresa, não utilizando mais as ferramentas para somente solucionar questões de outras áreas.

O mercado criou a necessidade para essa mentalidade. Com a integração da tecnologia em cada momento ao nosso redor, a amplitude do TI cresceu muito também. Assim, as empresas precisam estabelecer um trabalho muito mais ativo com esse setor, por meio dos bancos de dados, por exemplo.

Além disso, a competitividade com a democratização da tecnologia cresceu desenfreadamente. Com isso, não se pode mais cometer tantos erros e decisões precisas, bem como rápidas são fundamentais para um negócio.

Então, imagine uma estratégia de marketing que não seja precisa: teremos tempo perdido e investimentos jogados fora.

Big Data

O Big Data é tão relevante no mundo atual que foi tema da redação do Enem de 2018. Empresas gigantescas como Facebook, Google e Twitter utilizam essa ferramenta. Mas o que significa esse termo? Veja:

  • coleta de informações dos usuários, clientes, colaboradores e todo ciclo do seu negócio;
  • armazenamento condicionado dessas informações;
  • aprimoramento do algoritmo para utilizá-las.

A partir desses tópicos, a empresa consegue ter uma personalização do conteúdo entregue para cada indivíduo, por exemplo, o que em negócios como o Facebook é fundamental. Não faria sentido se os anúncios de produtos para pets chegassem às telas de alguém que não tem animais de estimação.

Entretanto, é claro que esse exemplo foi apenas uma ilustração, para entendermos resumidamente o que são essas ferramentas, a partir de construções palpáveis. A coleta de dados internos e externos podem se integrar com outras técnicas como indicadores e informações de mercado.

“Conhecimento é poder”, como disse Thomas Hobbes. Ao entender seus clientes, o funcionamento do mercado, os desejos e anseios que aguardam, a potência de realização da estratégia é muito mais precisa. A tendência de pesquisar a fundo antes de executar alguma ação é inevitável, sendo assim, aplicar a TI estratégica para o negócio passará a ser fundamental. Tanto para ganhar autoridade, quanto para fidelizar clientes.

TI como setor estratégico

Passamos a entender a TI como estratégica a partir do momento que tudo depende dela. É impossível, por exemplo, conceber a ideia de um hospital ou laboratório de exames que não tenham fichas e prontuários eletrônicos. Essa automatização toda permite o dinamismo das empresas e instituições.

Contudo, essa rapidez traz uma necessidade de um setor especializado e integrado para lidar com a tecnologia. Consequência disso foi a idealização do PETI (planejamento estratégico do TI).

Que consiste no desdobramento dos planos que irão estruturar as metas e objetivos. Esses planos vão sustentar o crescimento e amadurecimento digital das empresas. Alguns passos são importantes para a construção da TI estratégica para o negócio.

1.    Entender os contextos e o cerne do negócio.

2.    Observar os objetivos e metas.

3.    Princípios da cultura organizacional.

4.    Estabelecimento e aprovação dos projetos e ações por parte da direção da empresa.

Pergunte a si mesmo se sua organização está em um período de expansão, devido a entrada de capital, ou talvez em período de contratação e retração de mercado. Ter bem definido o momento que se encontra o negócio é de suma importância ao criar os planos estratégicos de TI.

Passo a passo da TI estratégica para o negócio

Como as propostas variam de acordo com a empresa, é necessário entender um procedimento padrão para a criação do mesmo. São eles:

  1. Alinhamento das metas da organização com a tecnologia — COBIT por exemplo. Analisando o objetivo e o método para o amadurecimento da empresa, com o intuito de sustentar a estratégia.
  2. Elaboração do Balanced Scorecard (BSC) — basicamente um modelo de gestão de desempenhos.
  3. Avaliação dos estados atuais da TI na sua empresa — entender qual o amadurecimento presente e analisar quais investimentos serão necessários. Nesse passo é importante observar: Os processos, o orçamento, a infraestrutura tecnológica e as pessoas responsáveis.
  4. Definição do alvo e a projeção do futuro — “O que será necessário para implementar a estratégia e o que será preciso para sustentá-la?”.
  5. Criação do portfólio dos investimentos e projetos de TI para sua empresa — assim, o controle de orçamento será elaborado e feito.

Após esses tópicos, vamos entender o plano diretor de TI estratégica para o negócio. É importante salientar que, a longo prazo, são inúmeros os benefícios de uma boa construção de TI. Conheça alguns:

  • redução de custos ao realizar a compra de novos equipamentos: já que o controle sobre o que está obsoleto será muito maior;
  • garantia de um ambiente seguro: pois a informação interna através de banco de dados estará sempre atualizada;
  • Melhor monitoramento das equipes.

E o mais importante: o desenvolvimento de cultura de inovação com o crescimento tecnológico é exponencial. Ao trazer isso para o ambiente, a empresa adota a mesma característica.